BEDA #18- DROP DEAD DIVA

Olá Divas! No post de hoje eu vou falar sobre uma série que eu amo: Drop Dead Diva! Essa série eu assisti já faz um tempão no Netflix e já é mais antiguinha (2009), mas me encantou bastante.

Drop Dead Diva
Foto: Site Baconews

A série conta a história de Deb, uma modelo linda e superficial que morre em um acidente de carro e acaba reencarnando no corpo de Jane, uma advogada brilhante, porém, gordinha, o que para os padrões da sociedade é bem mais do que o limite do aceitável.

É uma série de comédia, e a maior parte se passa em um escritório de advocacia. Cada episódio geralmente traz dois casos complexos em que os advogados trabalham tentando representar o seu cliente de maneira bastante engenhosa.

Mas o foco da série é fato de uma modelo linda e escultural se adaptar ao corpo e a vida de uma pessoa gordinha, que é a realidade da maior parte das mulheres. No começo ela não aceita, claro, não só pelo fato de estar em um corpo de uma pessoa gorda, mas por estar em um corpo que não é o seu.

drop dead diva
Foto: Reprodução Netflix

Porém, com o tempo ela vai se conhecendo e se aceitando, e aprendendo a valorizar a sua beleza natural. E passa também por momentos muito tristes, como a experiência de comprar em uma loja que não tem o seu manequim, além de não ser bem tratada pela vendedora.

Também tem bastante romance na série. Deb, ao reencarnar, acaba trabalhando no mesmo escritório em que trabalha Grayson, o homem que era seu noivo em vida. Isso promove várias cenas hilárias e emocionantes. Deb, no corpo de Jane, conta ainda com a ajudinha de seu anjo da guarda, e suas melhores amigas.

FICHA TÉCNICA

Número De Temporadas: 6
Número De Episódios: 78
Emissora original: Lifetime Channel
Elenco: Brooke Elliott, April Bowlby, Jackson Hurst
Prêmios: Prêmio GLAAD Media: Melhor Episódio Individual

O QUE EU ACHEI DA SÉRIE

Em algumas partes a série até pode parecer bobinha, especialmente quando aparece o seu anjo da guarda ou os sonhos que ela tem. Mas fora isso, e além de tudo o que eu já citei, o que eu achei mais importante foi a mensagem de aceitação, não só dos nossos corpos, como o das outras pessoas também, e de nos amarmos assim como somos. Os padrões impostos pela sociedade e pelas mídias, quase impossíveis de serem alcançados, é o problema de muitas mulheres. Muitas sofrem com complexo de inferioridade, e por vezes, depressão.

Se houvessem mais comerciais, filmes, séries e até livros, com personagens menos “perfeitas”, seríamos menos preconceituosas com nós mesmas e aprenderíamos a nos amar e a apreciar a nossa beleza verdadeira. A série ainda mostra que o valor da amizade é maior do qualquer esteriótipo e que o amor verdadeiro transcende o corpo e só vê a alma.

Bom essas foram as minhas impressões da série Drop Dead Diva, se tiverem alguma série para me indicar eu vou amar. Bejião, Deus abençoe!


Para ver mais posts do BEDA é só clicar aqui.

Veja também: 

Séries para assistir no feriadão

Conhecendo Doramas